No LNBio, pesquisa sobre vacina contra o câncer tem resultados surpreendentes Mais»

 

Carta de Conjuntura – Boletim de expectativas

Fonte: Ipea
Por Estêvão Kopschitz Xavier Bastos
Edição Opine: Guilherme Melo

 

Este boletim faz uma síntese do comportamento dos indicadores das expectativas acerca da inflação e da meta para a Selic obtidos de três fontes: pesquisa Focus do Banco Central do Brasil (BCB), cotações de títulos públicos (Anbima) e de contratos de DI Futuro e swaps (da BM&FBovespa). Com o objetivo de captar, especialmente, os efeitos da decisão da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), são apresentadas as expectativas vigentes na semana anterior a ela e as observadas depois da divulgação da ata. A redução da meta para a Selic já era esperada, mas a sinalização de novo corte na próxima reunião foi, ao menos em parte, uma surpresa. Em parte porque as expectativas embutidas nas cotações do DI Futuro já contemplavam essa possibilidade, embora a mediana da pesquisa Focus considerasse que o fim do ciclo de afrouxamento da política monetária se daria em 6,50%. Depois da ata do Copom que indicou nova redução, o Focus ajustou sua mediana para 6,25%, ao passo que o DI Futuro já considera até mesmo a possibilidade de cortes adicionais. As curvas de juros nominais e reais se deslocaram para baixo.

Fonte: Ipea

O texto apresenta ainda as projeções de inflação divulgadas no relatório trimestral de inflação do BCB, publicado em 29 de março, e as expectativas captadas pela pesquisa Focus para resultado primário do setor público, crescimento do PIB e deficit do balanço de pagamentos.

Acesse o texto completo

 


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *